A dor crônica nos joelhos é um agravo frequente com o avançar da idade. A artrose dos joelhos (ou Osteoatrose) é responsável pela maior parte dos casos de dor crônica, caracterizando-se pelo desgaste das superfícies articulares dos joelhos resultando em importante dor associada a redução da mobilidade e comprometimento da qualidade de vida do paciente.

É possível controlar esses casos de dor por meio de medicação otimizada, tratamento individualizado e programas de reabilitação eficientes. Podemos também oferecer bloqueios anestésicos ou rizotomia dos ramos geniculares (isto é, nervos que trazem sensibilidade aos joelhos). Tanto o bloqueio anestésico quanto a rizotomia são feitos por meio de agulhas apropriadas, sem necessidade de cirurgia ou pontos, de forma bastante segura com riscos mínimos. O objetivo desses procedimentos é interromper a inervação que traz informação de dor proveniente dos joelhos, aliviando os sintomas e melhorando a capacidade do paciente se locomover.

Estudo com pacientes que sofriam de dor crônica nos joelhos decorrente de osteoartrite foi capaz de demonstrar taxa sucesso no alívio da dor a partir 50% com o emprego de rizotomia por radiofrequencia. (W.-J. Choi et al. Radiofrequency treatment relieves chronic knee osteoarthritis pain: A double-blind randomized controlled trial. PAIN 152 (2011) 481–487).

Tal opção de tratamento é uma excelente alternativa para pacientes com dor de difícil controle nos joelhos decorrente dos mais variados precessos degenerativos, inclusive para aqueles que aguardam cirurgia ou mesmo naqueles que já passaram por cirurgia nos joelhos.